Quando o passado nos paralisa

"...esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3.13,14)





Hoje ouvi de duas pessoas, em momentos distintos e por razões distintas, queixas relacionadas a seus passados. Ambas vivem um momento especial de fé genuína e comunhão cristã, mas também se deparam com incertezas relacionadas a fatos que estão no passado: o medo de errar novamente e a mágoa por sofrimentos causados por outrem.

A ambas eu mencionei as palavras do Apóstolo Paulo, que disse: "se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (2 Coríntios 5.17).


E eu fiquei me perguntando: "Por que será que o passado nos prende de maneira tão dura, que às vezes não conseguimos prosseguir?

A mágoa por alguém que nos feriu, nos impede de perdoar e manter um relacionamento sem frustrações.
A decepção diante de uma traição nos amedronta a ponto de não nos permitirmos amar e ser amados novamente.
As lembranças de palavras e gestos que nos feriram no passado, nos faz duvidar de nossas qualidades e possibilidades.

Então me vem à mente a história - breve, mas muito relevante - da mulher de Ló. Ela foi uma dentre apenas quatro pessoas salvas da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra. À sua frente estava o caminho da paz, de um recomeço. Mas diante do desconhecido, ela se prendeu ao passado. Os anjos lhe haviam ordenado que não olhasse para trás. Ela deveria ter prosseguido, pensando apenas no seu objetivo, mas o medo a fez se voltar. E foi aí que ela foi paralisada: "olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal" (Gênesis 19.26).

Muitas vezes as dúvidas nos impedem de avançar. O medo do desconhecido nos faz duvidar da ação de Deus. Sabemos que Ele tem o controle sobre as nossas vidas, mas nos negamos a entregar a Ele a direção, o leme. Confiar que Deus tem o controle é não duvidar de que as coisas acontecerão no momento certo, conforme os seus desígnios, para o nosso bem, pois Ele tem o melhor para nós. No entanto, como o controle não está em nossas mãos, preferimos voltar ao ponto em que nos sentimos seguros, e deixamos de receber as bênçãos, de ver as promessas de Deus cumpridas em nossas vidas.

O passado também nos aprisiona quando somos incapazes de superar as mágoas, quando não conseguimos perdoar. 
Quantas coisas boas deixamos de ver no outro quando não praticamos o perdão! Amizades verdadeiras são destruídas enquanto remoemos as mágoas, revivendo repetidas vezes a dor que foi causada uma única vez. Com isso, também não experimentamos a alegria de praticar o perdão, da libertação, que acontece quando somos capazes de ver o outro como igual a nós, falível e passível de erros, mas também capaz de se arrepender, se humilhar e ser transformado.

E o que dizer de quando nos impedimos de dar e receber amor, porque um dia alguém que amamos não soube retribuir? Passamos a olhar para todas as pessoas como possíveis traidores. Esquecemos que as pessoas são diferentes umas das outras, com qualidades individuais, e ações distintas diante de fatos idênticos. Também dessa maneira, deixamos de nos permitir novas experiências que podem nos trazer felicidade.

Mas talvez a forma mais contundente de deixarmos o passado nos paralisar, seja quando negamos o perdão a nós mesmos. 
Arrependidos e envergonhados de erros e pecados, passamos parte de nossas vidas apenas nos lamentando por não ter agido corretamente diante de Deus e do próximo. Castigamos a nós mesmos diversas vezes, acreditando que temos que nos punir pelos erros cometidos. Choramos e amargamos o remorso vez após vez, mesmo já tendo a certeza do perdão de Deus.

Entretanto, a Bíblia é muito clara. Deus disse, através dos profetas Isaías e Jeremias: "Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro (Isaías 43.25)" e "porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados (Jeremias 31.34)".

Quando entregamos nossas vidas a Cristo, Ele nos liberta de todo o pecado e de todo o passado pecaminoso. E Ele nos chama para libertar outras vidas. Ele nos oferece uma nova chance, um recomeço. Tudo se faz novo. Por isso não devemos olhar para trás. "Ninguém que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus (Lucas 9.62)". Cristo nos convida a sair do lugar onde estamos e segui-Lo.

E o que Ele tem para nós é um futuro glorioso. Ele quer nos dar um novo corpo, um novo nome, uma nova morada e uma nova vida, ao lado dEle.

Por isso, não deixemos o passado nos paralisar. Pensemos como o Apóstolo Paulo e esqueçamos "as coisas que atrás ficam. Avancemos para as que estão diante de nós. Prossigamos para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus".

Quando o passado nos paralisa, Cristo é o caminho por onde devemos avançar. "O Senhor Deus é a nossa força, e fará os nossos pés como os das cervas, e nos fará andar sobre as nossas alturas" (Habacuque 3.19).

Glórias ao Seu nome!


História (nova e linda) Escrita Pelo Dedo de Deus - Thalles Roberto. (Vale a pena ouvir!)

5 comentários:

  1. Linda postagem amada. deus te abençoe e continue lhe usando como canal de bênção aos leitores. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amada. É sempre muito bom poder compartilhar com o povo de Deus. Fica com Deus.

      Excluir
  2. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, meu irmão, por essa força que eu sei que vem de Deus. Infelizmente nos últimos dias não pude postar nenhuma mensagem, mas em breve poderei fazê-lo. É através de mensagens como a sua que Deus vai renovando as minhas forças. Deus o abençoe ricamente.
      Tentei acessar seu blog, mas não consegui. Se vc puder me mandar o link, visitarei com prazer e certamente seguirei. Fica com Deus.

      Excluir
  3. Olá, adorei o seu blog, ao ler alguns posts, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, vc tem um potencial enorme e sei que será um grande blog de fácil entendimento e conteúdo gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir